sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Reorganização de feriados nacionais poderá facilitar o tráfego durante as olimpíadas

A reorganização de feriados é destinada a limitar o número de pedestres que anda pela cidade a fim de facilitar o controle de tráfego
Tóquio
Legisladores estão considerando medidas especiais para tornar feriados nacionais as datas tanto da cerimônia de abertura como do encerramento das Olimpíadas de Tóquio em 2020 para ajudar a garantir a ocorrência tranquila dos eventos.

As datas de 23 de julho e 10 de agosto de 2020, provavelmente, serão designadas como feriados nacionais somente para o ano olímpico, além do dia da cerimônia de abertura no dia 24 de julho, que já é marcado como um feriado nacional.

Um grupo não partidário de legisladores para questões de esportes começou a estudar o plano, revelado pelo líder do grupo, Toshiaki Endo, ex-ministro responsável pelos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio, durante uma reunião do comitê que organiza as Olimpíadas no dia 25 de setembro.

Enorme congestionamento antes da abertura do evento e após a cerimônia de encerramento

Espera-se um enorme congestionamento dentro e ao redor de Tóquio no dia antes da abertura do evento e no dia após a cerimônia de encerramento. Algumas estradas podem ser fechadas para garantir a passagem segura de dignitários estrangeiros que participam das cerimônias de abertura e encerramento.

A reorganização de feriados é destinada a limitar o número de pedestres que anda pela cidade a fim de facilitar o controle de tráfego de grande escala para o transporte de pessoas muito importantes (VIPs). Os feriados nacionais reduziriam o número de pessoas na cidade ao diminuir as atividades econômicas.

O grupo está planejando transferir o feriado nacional do Dia do Mar, que é móvel, da 3ª segunda-feira de julho no ano olímpico (20 de julho de 2020), para 23 de julho. Ele também está considerando mover o fixo Dia da Montanha de 11 de agosto para o dia 10.

O outro plano que já está em consideração é mover outro feriado nacional, o Dia da Saúde e Esportes, geralmente na 2ª segunda-feira de outubro (12 de outubro no ano olímpico), para sexta-feira, 24 de julho, quando a cerimônia de abertura será realizada. O feriado pode ser renomeado como Dia dos Esportes. Todas as datas transferidas seriam aplicadas somente para o ano de 2020.

O Dia da Saúde e Esportes foi estabilizado para comemorar a cerimônia de abertura das Olimpíadas de Tóquio em 1964.

No final de agosto, o grupo concordou em apresentar um projeto de lei para mover os feriados nacionais, entre outros, à sessão ordinária da assembleia no próximo ano.

O governo entende a política do grupo e é provável que os projetos sejam aprovados.
Fonte: Portal Mie com Asahi

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Japão quer criar sistema de crédito para garantir universidade gratuita a todos

Governo de Abe deve analisar as possibilidades em reuniões com especialistas
Sistema de educação superior no Japão

O governo japonês planeja dar um grande passo em direção à gratuidade do sistema de educação superior do país.

Segundo reportagem da agência Jiji Press, um dos planos políticos da administração do primeiro-ministro Shinzo Abe é introduzir no Japão um sistema baseado no modelo australiano, em que os estudantes pagam depois de formados.

Este sistema, também conhecido como “crédito educacional”, já existe no Japão, mas é concedido aos estudantes de famílias de baixa renda, que não possuem condições de arcar com as despesas de um curso universitário.

Depois de formados e com um emprego garantido, os ex-alunos que foram beneficiados são instruídos a pagar a dívida de educação, que pode se arrastar por décadas de acordo com o caso.

A ideia atual é de ampliar esse sistema para todos os alunos. O governo se encarregaria de arcar com as despesas universitárias de todos os estudantes, mas os mesmos devem devolver o empréstimo quando estiverem trabalhando.

Na Austrália, este sistema funciona exatamente desta forma. O governo banca os estudos de todos e o pagamento após a formatura é efetuado de acordo com a capacidade financeira do individuo. Não há limites ou determinações baseadas na renda.

A ideia foi divulgada pelo ministro de Estado para a Economia e Política Fiscal, Toshimitsu Motegi, em um programa da emissora Fuji na noite de terça-feira (22).

Autoridades do governo devem discutir a proposta com especialistas a partir do próximo mês.
 Fonte: Alternativa

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Inscrições abertas para concurso que irá escolher o mascote dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tokyo 2020

Mascote dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tokyo 2020

Foram abertas as inscrições para o concurso que irá escolher o design do mascote das Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tokyo 2020.

As incrições estarão abertas durante duas semanas, do dia 1 a 14 de agosto, e podem ser feitas através do site do Comitê Organizador. A página está disponível em japonês, inglês e francês.

Os participantes devem ter acima de 18 anos, ser japonês ou estrangeiro residente no Japão. Quem vencer o concurso irá receber o prêmio de 1 milhão de ienes e será convidado para participar da cerimônia de abertura dos jogos.

Após passarem por várias etapas, os melhores projetos serão enviados a escolas de ensino fundamental (shogakko) de todo Japão, onde o preferido deverá ser escolhido por cada classe. Os alunos que ficaram sabendo, estão animados para participar da votação.
Fonte: IPC Digital

sábado, 15 de julho de 2017

Sistema de saúde do Japão será modelo para países em desenvolvimento

O Japão vai auxiliar países emergentes na criação de redes de transporte médico e suporte administrativo
Sistema de saúde do Japão

O Japão vai se juntar com organizações globais para estabelecer sistemas de seguro e cuidados da saúde que lembram o seu próprio em países emergentes, auxiliando com tarefas como coleta de dados de saúde fundamentais, criação de redes de transporte médico e suporte administrativo.

O governo japonês convocará uma reunião em dezembro com autoridades e representantes da saúde pública de nações emergentes de tais grupos como o Banco Mundial, a Organização Mundial da Saúde e a UNICEF. O Japão e essas organizações vão se comprometer em oferecer assistência que visam ajudar os países em desenvolvimento a estabelecer sistemas de saúde modernos, assim como programas de seguro saúde universais tendo o do Japão como modelo.

Ao fornecer mais auxílio relacionado à saúde poderia ajudar o Japão a se distinguir da China no estágio global. O peso-pesado asiático tem, recentemente, intensificado o suporte a projetos de infraestrutura como ferrovias, estradas e portos na Ásia e além – um campo considerado há muito tempo uma esfera de autoridade do Japão – através de organizações como o Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura.

Brevemente, o Japão e seus parceiros vão dar início a discussões com 10 países, incluindo Serra Leoa, Gana, Senegal, Vietnã e Camboja, sobre a implementação desses planos de ajuda, e vai solicitar contribuição sobre como estabelecer sistemas de saúde em países com menos estabilidade política como Afeganistão e Sudão.
Fonte: Portal Mie com Nikkei

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Lojas de conveniência fornecerão auxílio em casos de terremotos no Japão

Japão utilizará lojas de conveniência e outros em casos de grandes desastres naturais
Lojas de conveniência no Japão
 
O governo japonês adicionou 7 grandes empresas, incluindo lojas de conveniência e supermercados, como “instituições públicas designadas” (指定公共機関 – Shitei Koukyou Kikan) para fornecer auxílio de emergência em casos de desastres naturais. Essas empresas serão inclusas nesta lista em 1º/Jul.

As empresas que serão adicionadas na lista das “instituições públicas designadas” são: Seven Eleven, Lawson, Family Mart, Itoyokado, AEON, e os grupos Seven & I Holdings Co e Uny.

As “instituições públicas designadas” realizam auxílio de emergência como transporte de suprimentos de emergência e restauração da infraestrutura de salvação e outros conforme as necessidades do país em desastres naturais, e são designadas mediante a lei básica para medidas de desastres.

Com a adição dessas 7 empresas, o número de “instituições públicas designadas” aumentou para 83 organizações. Dentre elas, várias empresas de energia, gás, comunicação e transportes também estão inclusas na lista.

Essas novas empresas adicionadas às “instituições públicas designadas” já estão realizando acordos de fornecimento estacionamento, entrega e transporte de recursos em casos de desastres naturais com algumas províncias e municípios.

Em relação à essas novas empresas designadas, Jun Matsumoto, Ministro para a Gestão de Desastres, que atualmente é responsável pelo fornecimento rápido e eficaz de suprimentos de emergência para as áreas afetadas, disse: “Desejamos implementar constantemente sistemas de cooperação com diversas empresas privadas.”
Fonte: Portal Mie com NHK News

terça-feira, 13 de junho de 2017

Workshop gratuito de caligrafia japonesa para estrangeiros em Tóquio

caligrafia japonesa

No dia 30 de Agosto (quarta-feira) será realizado um Workshop gratuito de shodō (caligrafia japonesa) para estrangeiros (40 vagas) no Centro Nacional de Arte de Tóquio. O workshop será ministrado em inglês.

Workshop de caligrafia japonesa para estrangeiros

Local:Centro Nacional de Arte de Tóquio – Minato, Roppongi, 7 Chome−22−2, Tóquio
Data: 30/08 das 14:00 ~16:00
Inscrições: deverá ser encaminhado e-mail para
t-shodou@yomiuri.com com os seguintes dados: nome, endereço, idade, sexo,nacionalidade e número do telefone (as inscrições deverão ser feitas até o dia 31/07; o resultado será encaminhado por e-mail em Agosto).
Fonte: IPC Digital com Yomiuri Shimbun

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Japão planeja criar novo "feriadão" de uma semana a partir de 2018

Abe deverá anunciar oficialmente o projeto na próxima quarta-feira

 Kids Week

O governo japonês está planejando criar um novo feriado prolongado de até uma semana a partir de 2018, informou a emissora TBS nesta sexta-feira (19).

A ideia do primeiro-ministro Shinzo Abe é encurtar em uma semana as férias escolares de verão, que normalmente duram mais de 30 dias, e transferir para algum mês do ano, com o objetivo principal de aquecer o turismo interno.

O novo "feriadão", chamado Kids Week, no entanto, não será considerado folga, com dias marcados em vermelho no calendário, e o governo precisará convencer as empresas a liberar os funcionários para que descansem juntamente com os filhos.

Segundo a TBS, o governo está realmente disposto a criar o novo feriado prolongado e vai pedir fortemente o apoio das empresas, mesmo que os funcionários precisem usar as férias remuneradas para tirar uma semana de folga.

Abe deverá anunciar oficialmente o projeto na próxima quarta-feira (24) e uma primeira reunião está prevista para acontecer no mês que vem com ministros envolvidos e lideranças empresariais do país.
Fonte: Alternativa

domingo, 30 de abril de 2017

Festa da cerveja durante o Golden Week em Nagoia

Belgian Beer Weekend 2017
Belgian Beer

Está sendo realizada em Nagoia, a capital de Aichi, o festival intitulado Belgian Beer Weekend 2017, até 07 de maio.

Esse festival tem cervejas e chopps de diversos tipos, incluindo as gourmets. A Bélgica é um país europeu famoso pelos mais de 1.500 tipos de cerveja.

Portanto, esta é uma oportunidade incrível para conhecer a cultura belga, seja através das cervejas como também da gastronomia e música. Sim, tem música ao vivo, com apresentação de diversos artistas e bandas.

112 tipos de cerveja e gastronomia belga
O festival promete fazer o público se deliciar. São 112 tipos de cerveja, com explicações sobre seu processo de fabricação, sabores e aroma, além da graduação alcoólica.

Todas essas informações podem ser encontradas na página oficial do evento. Basta dar um clique na imagem para saber tudo sobre a bebida que desperta curiosidade.
Info sobre o festival:
    Belgian Beer Weekend
    Data: até 07 de maio
    Horário: das 11h00 às 21h00
    Local: Hisaya Oodori Park, Hisaya Plaza (clique aqui para abrir o mapa)
    Site: https://belgianbeerweekend.jp/2017/en/nagoya
Fonte: Portal Mie

terça-feira, 28 de março de 2017

Nagoya ganha a primeira floração de sakura, 9 dias mais tarde que o ano passado

Nagoya anuncia a primeira floração de sakura 

sakura no Japao
O Observatório de Meteorologia de Nagoya anunciou nesta terça-feira (28) a floração da sakura. Segundo o observatório a floração das primeiras cerejeiras ocorreu com 9 dias de atraso em relação ao ano anterior e 2 dias depois da média.

A primeira floração anunciada em Nagoya foi no bairro de Chikusa, onde foram detectadas mais de 5 árvores, logo após as 10h00 desta terça-feira. O padrão para avaliação e anúncio da floração é que tenha mais de 5 árvores com os botões desabrochados.

De acordo com o observatório, no mês de março ocorreram dias frios, mas nesta terça-feira os botões das cerejeiras desabrocharam imediatamente com as temperaturas mais amenas durante o dia.

O observatório prevê temperatura de primavera para o decorrer dos próximos dias, durante 1 semana. Com isso, a floração plena deverá ocorrer durante a primeira quinzena de abril, prevê.
Fonte: Portal Mie com Chunichi Shimbun

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Número de emergência 119 terá atendimento em português em todo o Japão

Governo vai oferecer sistema em cinco idiomas com ajuda de intérpretes
Serviço de emergências no Japão

Até os jogos olímpicos de 2020, o Japão estará oferecendo atendimento em cinco idiomas, incluindo português, para quem utilizar o serviço de emergências através do número 119.

O plano está sendo efetuado pela Agência de Administração de Incêndios e Desastres (FDMA, em inglês), um órgão gerenciado pelo Ministério dos Negócios Internos e Comunicações.

 O número 119 serve para acionar uma ambulância ou o Corpo de Bombeiros em casos de emergência.

O principal objetivo é proporcionar segurança principalmente para os estrangeiros que devem visitar o país durante as Olímpiadas. Porém, o atendimento será útil também aos estrangeiros residentes e aos turistas.

Além de português, será possível receber atendimento em inglês, espanhol, mandarim e coreano. O sistema vai funcionar 24 horas por dia, sem interrupção, em todo o Japão.

Para concretizar o serviço multilíngue, o governo irá contar com a ajuda de empresas que realizam traduções e serviços de intérprete. Na prática, quando o estrangeiro efetuar a ligação, um intérprete do idioma solicitado irá se conectar na linha para uma chamada a três.

O serviço também deve funcionar pessoalmente. Quando o Corpo de Bombeiros atender uma ocorrência, será possível efetuar uma nova ligação no local da emergência para ajudar na comunicação entre os bombeiros e os estrangeiros que forem socorridos.
Fonte: Alternativa

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Seja um voluntário da LAL ( Linha de Apoio aos Latinos )


A LAL, é uma organização sem fins lucrativos que oferece apoio emocional e humano às pessoas que falam português e espanhol que vivem no Japão, seja nas dificuldades de comunicação, problemas de adaptação, solidão, dúvidas, angústias ou simplesmente para ouvir seu desabafo. O atendimento é feito por voluntários preparados no Curso de Capacitação, que é oferecido gratuitamente.

Objetivos das atividades

Por mais que os problemas tendem a variar, há um fato em comum: a pessoa que chama quer ser escutada, ela quer ser aceita como é, ser atendida com atenção, e os voluntários da LAL, são treinados para ajudar essas pessoas a encontrarem uma nova motivação e descobrir por si a resolução daquilo que a está incomodando no momento. As características da LAL são:


  •     Anonimato – Não é necessário dar seu nome nem dados pessoais
  •     Confidencialidade – Absolutamente confidencial
  •     Respeitando crenças e ideologias
  •     Serviço gratuito
  •     Orientadores habilitados


O treinamento para os voluntários começa em maio.
Local: Na cidade de Yokohama. Perto da estação de Yokohama
Objetivo: Crescimento pessoal e preparar voluntários para o atendimento na linha telefônica através da relação de ajuda.
Requisitos: Falar fluentemente português ou espanhol e ter mais de 25 anos de idade.

Para mais informações:
Tel/Fax : 045-333-6216 (Terças e Quintas-feiras das 10:00 às 16:00 hs.)
E-mail: yindlal@ceres.ocn.ne.jp

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Hospitais no Japão devem aceitar cartão do My Number a partir de 2018

Governo japonês planeja sistema de unificação, que acabará com a necessidade de apresentar o cartão do seguro de saúde
 My Number card
 
A partir de 2018, os cartões do My Number poderão ser utilizados em substituição aos cartões de seguro de saúde no Japão, informou o jornal Yomiuri nesta terça-feira (3).

O novo sistema deve facilitar a identificação do usuário e o processo de validação do serviço de saúde, além de trazer benefícios para o seguro de saúde nacional e social do país.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social estimou que, durante 2017, o gasto para a efetivação do novo sistema deve alcançar a margem de ¥24,3 bilhões.

O governo também almeja acostumar a população com o uso do My Number, que unifica os dados e registros do cidadão em prefeituras e repartições públicas.

Uma máquina especial deverá ser instalada nas instituições hospitalares e o funcionário poderá verificar a identidade e informações do paciente ao passar o cartão do My Number em um sensor.

A novidade deve facilitar todo o processo burocrático e garantir mais segurança. O envio da conta para as instituições responsáveis pelo pagamento e a validação dos dados do usuário junto a Sociedade Administrativa de Seguros de Saúde deverá ocorrer de forma mais ágil.

Uma das fragilidades do sistema atual é identificar cartões que perderam a validade recentemente.

Quando o usuário perde ou troca de emprego e, logo após, comparece em uma instituição médica, o sistema pode aceitar o cartão normalmente e a invalidação só é descoberta mais tarde.

Este tipo de problema poderá ser evitado quando o novo sistema entrar em vigor.
Fonte: Alternativa